Get Adobe Flash player

UTILIDADE

 

 

Trabalho em equipe, companheirismo, compreensão de si, dos outros e do ambiente não são características presentes apenas no universo adulto. A criançada também está convidada a experimentar essa vivência, de forma divertida e lúdica, durante a animação pedagógica Aprender e brincar, e em várias outras propostas recreativas, esportivas e culturais, que integram a programação do Domingo no Campus, que será realizado no próximo dia 9, das 9h às 13h.

 

O evento, em sua 16ª edição, vai oferecer atividades gratuitas para o público de todas as idades. Serão realizadas diversas oficinas, como crochê, tricô, tear de pregos, origami, aeromodelismo, cartão ecológico, aulas de ioga, de forró, apresentações musicais, piquenique literário, contação de histórias e a feira agroecológica.

 

Serviços
As atividades serão realizadas no Bosque da Escola de Música, no gramado em frente à Faculdade de Ciências Econômicas, no campo da Assufemg, na Praça de Serviços e no entorno do prédio da Reitoria, onde os visitantes terão suporte de banheiros químicos, ambulância e food trucks. Na Praça de Serviços, a lanchonete e a feira agroecológica, aberta das 9h às 12h, são outras opções de alimentação.
Os animais de estimação também são bem-vindos, e seus donos devem levar recipientes para a alimentação dos pets e para recolher seus dejetos.

 

O Domingo no Campus está inserido no calendário anual da Universidade, nos campi Pampulha e Montes Claros, com adesão crescente da população. O evento é resultado de iniciativa conjunta das pró-reitorias de Extensão (Proex), Administração (PRA) e Assuntos Estudantis (Prae), da Diretoria de Ação Cultural (DAC), da Coordenadoria de Assuntos Comunitários (CAC) e do Centro de Comunicação (Cedecom).

 

 

Já está no ar a Edição 1264 do Pinga fogo!

 

Acesse neste link: http://bit.ly/2HXTLdh e confira!

 

 

A médica neurologista Elisa de Paula França Resende se comove ao perceber os progressos apresentados pelos voluntários – de 23 a 80 anos – participantes de sua pesquisa que busca dimensionar os efeitos da alfabetização tardia sobre a memória e a conectividade cerebral. “Como é bonito vê-los aprendendo a ler”, observa. Em consonância com pesquisadores do mundo inteiro, Elisa sustenta que o baixo nível educacional integra seleto grupo de fatores de risco controláveis da demência – os outros são a hipertensão arterial, o diabetes, o tabagismo, o sedentarismo, a depressão e a perda auditiva, este de constatação mais recente.

 

Considerada uma síndrome clínica, a demência apresenta conjunto de sintomas decorrentes de várias causas irreversíveis. No entanto, 30% delas, incluindo o baixo nível educacional, são possíveis de prevenção. Esse é o objeto da pesquisa, iniciada neste ano, pela médica, que integra o Grupo de Neurologia Cognitiva do Comportamento do Hospital das Clínicas, coordenado por seu professor e orientador, Paulo Caramelli.

 

Também doutoranda do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Neurociências da UFMG, Elisa França vai investigar, até 2020, cerca de 50 estudantes matriculados na Educação de Jovens e Adultos para comprovar se, mesmo na fase adulta, a alfabetização pode contribuir para a saúde cerebral das pessoas. “Nossa expectativa é validar a hipótese de que os estímulos gerados pela escolarização contribuem para produzir mais conexões cerebrais e estratégias de memorização por parte dos estudantes. Caso se confirme, vamos mostrar, mais uma vez, que, mesmo tardiamente, a educação promove a saúde cerebral das pessoas”, afirma.

 

 

– Inscrições de casais: 03 à 21 de Junho das 08 às 16:30 na secretaria da Assufemg;

 

– Quem poderá participar: sócios e seus dependentes e comunidade universitária em geral ( necessário ter vínculo com a UFMG);

 

– Apresentação da quadrilha: dia 02/08 às 21:30 na Assufemg;


– Ensaios: 28/06, 05/07, 12/07, 20/07, 26/07 e 01/08;

 

– Horário dos ensaios: 17:30 às 18:30;

 

– Trajes: Ficará a cargo de cada participante providenciar o seu.

 

 

O SINDIFES convoca os Técnico-Administrativos em Educação da UFMG para a Assembleia Sindical Geral, nesta terça-feira, dia 28 de maio, às 10h, na Escadaria da Reitoria, no campus Pampulha, em Belo Horizonte.

Na pauta, a discussão sobre a participação da Categoria no Ato em Defesa da Educação no dia 30 de maio e na Greve Geral do dia 14 de junho e a retirada de delegado para a Plenária da FASUBRA.

É importante que a Categoria mobilize suas unidades/setores para participarem da Assembleia.

 

No dia 29 de maio, o Quarta Doze e Trinta em parceria com o Núcleo de Saúde Mental da UFMG apresenta a performance urbana Waltzen, às 12h30, na Praça de Serviços do Campus Pampulha. A intervenção consiste em uma valsa dançada pelos integrantes do Núcleo de Criação e Pesquisa Sapos e Afogados juntamente com quem passa pelo local. A entrada é gratuita e aberta ao público externo. Informações pelo (31) 3409 4152.

Formado por atores portadores de sofrimento mental, o grupo nasceu em 2004 dentro dos centros de convivência Cézar Campos, Arthur Bispo e Carlos Prates. Com trabalhos elogiados pela crítica especializada, o Núcleo de Criação e Pesquisa busca ressignificar o lugar da arte e investigar o papel da loucura na produção cultural.O trabalho surgiu a partir de oficinas de teatro ministradas pela diretora Juliana Barreto com usuários da rede pública de Saúde Mental de Belo Horizonte. Das oficinas formou-se um grupo independente e desvinculado da rede, com reconhecido valor artístico e diversas premiações.

Segundo a direção do grupo, seja nos filmes, ou nas montagens teatrais, “o que se vê não é o delírio dos atores, mas um momento de puro estado de jogo em que é permitido tecer e brincar com ‘metáforas delirantes’ travadas com o espaço, com o próprio corpo e com o outro”. Além de promover a inserção social e cultural dos considerados loucos, o trabalho permite repensar e ampliar as formas de conceber a criação cênica e abre campo para novas pesquisas.

 

 

Hoje vai acontecer um grande ato-debate em defesa da Universidade Pública com Áurea Carolina.

 

Organizado pelo DCE, Sindifes e Apubh, a atividade é uma representação de vários parlamentares que estão na luta em defesa da Educação e da Universidade Pública!

 

27.05 | HOJE | Segunda | 12h | Praça de serviços

 

Compareça!

 

 

Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários