Get Adobe Flash player

UTILIDADE

Página 3 de 1612345678910...Última »
O projeto, que já chega a sua 15ª edição, registrou no período um crescimento de 300% na demanda pelos materiais. A ação contribui para a economia doméstica das famílias, em um período marcado por muitas despesas: além dos valores dispendidos com a escola, também recaem no início do ano despesas como IPTU, IPVA, dentre outros.
Para solicitar o kit escolar do ano letivo de 2022, basta fazer o cadastro. O material é de acordo com a série que o aluno irá cursar em 2022, e acompanha uma mochila personalizada do Sicoob Nossacoop.
O prazo para inscrição é até dia 20 de dezembro. A data e o local de entrega serão enviados por e-mail, com previsão para o início de 2022. Este é um benefício exclusivo para cooperados (Pessoa Física) e filhos de cooperados estudantes. No ato da entrega do kit deve ser apresentado:
Para filho(a) de cooperado (original e cópia):
Declaração de Matrícula atualizada ou comprovante de matrícula (filho do cooperado);
Certidão de Nascimento ou Identidade da criança.
Para cooperado estudante (original e cópia):
Declaração de matrícula atualizada ou boleto atualizado.
Segue o link de inscrição: https://bit.ly/3I7e311
Não perca o prazo! Faça sua inscrição, aproveite!
Fonte: https://www.sicoobnossacoop.com.br/
Sobretudo nos países em desenvolvimento, a resposta às múltiplas e urgentes necessidades geradas pela pandemia de covid-19 se ancorou, em grande parte, nas universidades e centros de pesquisa. No Brasil, de acordo com levantamento no âmbito da Triple Helix Association, as universidades deram respostas eficazes por meio de iniciativas em cinco dimensões: desenvolvimento tecnológico relacionado a equipamentos de proteção individual, busca de recursos para pesquisa e inovação, suporte aos estudantes, divulgação de informações para o combate às notícias falsas e ensino remoto e organização do trabalho. Já em junho do ano passado, a  Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) contabilizava mais de 1.200 pesquisas relacionadas diretamente à covid-19 nas instituições de ensino federais.
A agilidade da reação da UFMG nas mais diversas áreas, desde o início de 2020, inspirou o Texto para Discussão (TD) Algumas respostas da Universidade Federal de Minas Gerais à covid-19, recém-publicado pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar). No material, professores e outros profissionais vinculados à Universidade relatam uma série de ações bem-sucedidas ao longo dos primeiros 18 meses de pandemia. “É importante que as informações sobre essas iniciativas sejam organizadas e mostradas à sociedade”, afirma a professora Márcia Rapini, da Faculdade de Ciências Econômicas (Face), coordenadora e uma das autoras do trabalho. Ela ressalta o caráter não sistemático e não exaustivo do trabalho, que abrange também ações de apoio à comunidade, em várias frentes.
O texto reúne ações de ensino, pesquisa e extensão. Os autores relatam a atuação de estruturas como o Centro de Tecnologia em Nanomateriais e Grafeno (CTNano) – um exemplo é o desenvolvimento de plataforma que utiliza nanossensores de ouro para diagnóstico da covid-19 – e iniciativas como o CooLabs Covid-19, consórcio de laboratórios que se dedica à detecção da doença. Assinam o artigo nomes vinculados à Face, ao CTNano, ao Programa de Pós-graduação em Gestão de Inovação Tecnológica (PPGGIT), à CTIT (órgão destinado à proteção e transferência da inovação da UFMG), e à Fundep, (fundação de apoio à Universidade).
Agendas redirecionadas
Docente do Departamento de Economia da Face, Márcia Rapini salienta que pesquisadores redirecionaram suas agendas para se somar ao esforço de combate à covid-19 e que o know-how consolidado no campo organizacional e a abordagem madura da inovação foram cruciais para que a UFMG encontrasse, em prazos curtos, soluções das mais diversas naturezas. “Os canais para a resolução de problemas sociais são amplos e diversos, extrapolam os núcleos de inovação e as políticas das universidades para o setor. Eles abrangem prestação de serviços e a interlocução interna, que implica articulação de diferentes áreas do conhecimento e práticas de gestão”, diz Márcia Rapini.  
O texto publicado pelo Cedeplar enfatiza que a resposta imediata da UFMG só foi possível porque há muito conhecimento e experiência acumulados na instituição e recursos humanos qualificados, resultado de anos de investimento governamental. Esse patrimônio foi acionado, em parte, por recursos de editais específicos para o enfrentamento da crise sanitária.
“A história da atuação da UFMG e de outras universidades brasileiras reforça que é fundamental retomar os investimentos necessários para o funcionamento pleno das instituições, drasticamente reduzidos nos últimos anos, ou não teremos condições de responder tão bem a uma próxima situação de emergência”, ressalta Márcia Rapini, que se dedica a estudos sobre economia da inovação. Ela menciona ainda a expectativa de que o artigo estimule outras instituições a divulgar suas ações no combate à covid-19.
Texto para Discussão (Cedeplar)Algumas respostas da Universidade Federal de Minas Gerais à covid-19
Autores: Raissa Guerra, Bernardo Annoni, Thaís F. T. Simões, Juliana Crepalde, Nathália Domingues, Glaura Goulart Silva e Márcia Siqueira Rapini
Publicação: novembro de 2021
Fonte: Itamar Rigueira Jr.

A reitora Sandra Regina Goulart Almeida e o professor Flávio Guimarães da Fonseca, do ICB, recebem nesta segunda-feira, dia 22, a Ordem do Mérito Legislativo, concedida pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Agraciada com o grau Grande Mérito, Sandra Goulart foi designada como oradora oficial da cerimônia, que será realizada no Palácio das Artes, no centro de Belo Horizonte, a partir das 17h, com transmissão da TV Assembleia, do Portal da Assembleia e do canal da ALMG no YouTube.
Um dos coordenadores do CTVacinas da UFMG, onde são desenvolvidos os estudos da vacina SpiN-TEC contra a covid-19, Flávio da Fonseca será agraciado por suas ações no enfrentamento da pandemia e de comunicação da ciência ao público. O tema da edição deste ano é Mineiras e mineiros na recuperação econômica e social do Estado no pós-pandemia, destacando a atuação das instituições unidas à sociedade, em prol da vida.
A medalha
Criada em 1982, a Ordem do Mérito Legislativo é concedida pela ALMG a pessoas físicas ou jurídicas, nacionais ou estrangeiras, que tenham se destacado por iniciativas de relevância pública e de promoção da cidadania. Os agraciados são indicados pelo Conselho da Ordem do Mérito Legislativo, liderado pelo presidente da Assembleia, deputado Agostinho Patrus (PV). A condecoração é concedida nos graus Grande Mérito, Mérito Especial e Mérito.
Grande Mérito – Destinado a soberanos, chefes de Estado e de Governo, governadores, vice-governadores, presidente da ALMG, presidentes de órgãos de Justiça e do Legislativo estaduais e federais e outras personalidades de hierarquia equivalente.
Mérito Especial – Destinado aos membros da Mesa da Assembleia, a deputados estaduais, a secretários de Estado a senadores a deputados federais a ministros de tribunais superiores a presidentes de tribunais a desembargadores a oficiais generais a embaixadores a enviados extraordinários, a reitores de universidade a cientistas, entre outros.
Mérito – Destinado a cônsules, a magistrados, a membros do Ministério Público, a militares, a professores, a escritores, a funcionários públicos, a desportistas e a outras personalidades de hierarquia equivalente.
Fonte: Assessoria de Comunicação da ALMG (ufmg.br)
O Dia da Consciência Negra é fundamental para evidenciar as desigualdades e violências contra a população negra ainda existentes em nossa sociedade. Para além de um momento festivo, a data proporciona a reflexão sobre o racismo e as suas implicações na atualidade.
Página 3 de 1612345678910...Última »
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários