Get Adobe Flash player

SAÚDE

Página 8 de 20« Primeira...45678910111213...20...Última »

Estão abertas as inscrições para a Caminhada Ecológica Assufemg 2017, que faz parte do XXXII Rosas de Abril: Valorizando a Prata da Casa.

.

A atividade será no dia 20 de abril, e os participantes devem chegar na Estação Ecológica ATÉ 8h. A prova começa às 9h.

.

As inscrições vão de hoje, 14 de março, a 7 de abril, através do link http://bit.ly/caminhadaecologica2017 ou pelo nosso site: www.assufemg.org.br

.

A Diretoria de Esporte e Lazer antecipou a data de cadastro, que estava marcada para o dia 20/03, conforme noticiado no último Boletim Pinga-Fogo.

.

Aproveite!

.

>

.

A Diretoria de Esporte e Lazer antecipou a data de cadastro, que estava marcada para o dia 20/03, conforme noticiado no último Boletim Pinga-Fogo.

.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES

• Utilize calçado adequado para a prática dessa atividade;
• Procure se hidratar bem antes da prova e não ingerir alimentos em demasia;
• É necessário apresentar documento de identidade para participar do evento;
• O kit da Caminhada Ecológica será entregue no dia da prova;
• A data da atividade é no dia 20 de abril;
• A chegada dos participantes é às 8 horas (entrega do kit e lanche) na Estação Ecológica;
• A caminhada começa às 9 horas;
• Será disponibilizado repelente para os participantes se protegerem de insetos.

CAMINHADA ECOLÓGICA-01

COMUNICADO - POSTO MÉDICO-01

voce sabia-01Uma pesquisa chamou a atenção no Brasil. Segundo dados coletados através de um aplicativo e publicados pela revista Science Advances, brasileiros, japoneses e cingapurianos têm as noites de sono mais curtas do mundo, enquanto holandeses e neozelandeses desfrutam das mais longas.

.

Os usuários do aplicativo podiam compartilhar os dados de seus hábitos de sono com o grupo de pesquisadores. A partir desse conjunto de informações, eles mostraram que os cidadãos de Cingapura têm a noite de sono mais curta do mundo, com 7h24m. Os japoneses ficaram em segundo, com 7h30m e os brasileiros, em terceiro, com 7h36m.

.

Os dados preocupam. Ter um sono em dia é importante para o bem-estar e, consequentemente, a sua saúde. Noites mal dormidas, em geral, prejudicam as atividades das pessoas no dia seguinte. Estudos têm demonstrado que a menor quantidade de horas e a má qualidade do sono aumentam o risco de hipertensão arterial, diabetes, ganho de peso, além de causar irritabilidade e piora do humor.

.

A maioria das pessoas precisa de 8 a 9 horas de sono por noite para acordar descansada. O excesso de tarefas, a distância do trabalho, o estresse da vida moderna são fatores que se associam ao menor tempo ou pior qualidade do sono.

.

Alguns cuidados podem ajudar a ter uma noite de sono melhor:

  • Procure ter horários regulares para ir dormir e para acordar. Evite usar o quarto para trabalhar ou comer. A finalidade do quarto deve ser proporcionar uma noite de sono tranquila. Mantenha o quarto arejado, o mais escuro e silencioso possível.
  • Evite ligar a TV ou equipamentos eletrônicos, pelo menos uma hora antes de dormir.
  • As atividades físicas mais estimulantes também devem ser feitas pelo menos uma hora antes de deitar-se. Evite tomar café, chá preto ou mate, chimarrão, refrigerante do tipo cola ou guaraná após o meio-dia. A nicotina dos cigarros também é estimulante e deve ser evitada.

.

Fonte: BBC e Boletim Estação ELSA MG (Dezembro 2016)clique aqui

voce sabia-01

Hoje, no Brasil, existem cerca de 25 milhões de fumantes, segundo o IBGE. Apesar do alto índice, o número de pessoas que fumam caiu 30,7% em relação aos últimos nove anos.

.

E o que eu ganho parando de fumar?

.

– Após 20 minutos sem fumar: a frequência do batimento do coração e a pressão arterial voltam ao normal. Após duas horas sem fumar: não há mais nicotina circulando no seu sangue. Após oito horas sem fumar: o nível de oxigênio no sangue se normaliza.

.

-Entre 12 e 24 horas sem fumar: seu pulmão já funciona melhor. Após dois dias sem fumar: seu olfato e paladar melhoram. Após três semanas sem fumar: sua respiração se torna mais fácil. Após um ano: o risco de morte por infarto se reduz a metade. Após cinco a dez anos: o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram.

.

Além disso, resultado de uma dissertação de mestrado no Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da UFMG que utilizou informações do ELSA-Brasil indicaram que após um ano sem fumar, os níveis de Proteína C Reativa (PCR), uma proteína marcadora de inflamação sistêmica que está aumentada em várias doenças crônicas, regressam aos níveis de pessoas que nunca fumaram.

.

Como posso parar de fumar?

.

– O mais importante é tomar a decisão e marcar o dia para ser o primeiro sem o cigarro. Transforme esse dia em um dia especial e não de sofrimento. Procure fazer um programa que você goste e possa distraí-lo e relaxá-lo. .- Procure ajuda para você criar estratégias para lidar com algumas dificuldades presentes principalmente nos primeiros dias como a fissura, os estímulos , estresse e a pressão de outros fumantes. Em algumas situações, o apoio de medicamentos que ajudam neste primeiro momento e recomendável e essa ajuda está disponível no SUS!

.

Fonte: Boletim Estação ELSA MG (Dezembro 2016)

salDe acordo com estudo publicado nesta quarta pela revista médica britânica The Brithis Medical Journal, diminuir em 10% o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas.
O sal aumenta os riscos de hipertensão e de doenças cardiovasculares.Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a maioria dos adultos consome mais do que a quantidade recomendada de 2 gramas de sal por dia, no máximo.
O excesso de sal, presente principalmente em alimentos industrializados, está na origem de cerca de 1,65 milhão de mortes provocadas por doenças cardíacas em todo o mundo, de acordo com a OMS.
O sócio da Assufemg pode se consultar no Posto Médico da Associação para tirar todas as dúvidas com seu médico.

denguComeçou a ser testada nesta terça-feira, 06/12, em Belo Horizonte, a vacina contra a dengue. A vacina foi desenvolvida pelo Instituto Butantan e será coordenada em sua fase de testes pelo Departamento de Bioquímica e Imunologia do ICB (Instituto de Ciências Biológicas) da UFMG.

.

A Universidade será a responsável pelo recrutamento, vacinação e acompanhamento dos voluntários da pesquisa na capital mineira. Os testes serão conduzidos na região Noroeste da capital, no Centro de Saúde Jardim Montanhês, o único em Minas envolvido no experimento.

.

Dois terços dos participantes serão vacinados, e o restante receberá placebo. Após a aplicação, os voluntários serão acompanhados durante cinco anos.

.

As duas primeiras fases de testes buscaram comprovar a segurança do imunizante em humanos e aprimorar a substância. Nessa fase, que inclui Belo Horizonte, a ideia é confirmar a eficácia da vacina contra a infecção. No total, 17 mil pessoas de 2 a 59 anos participarão dos testes, aplicados em 13 cidades brasileiras.

.

Na UFMG, a pesquisa envolve, além do ICB, pesquisadores da Faculdade de Medicina. A cerimônia de lançamento da terceira fase de testes da vacina está marcada para as 10h, no Centro de Saúde Jardim Montanhês.

farmácia-01

Página 8 de 20« Primeira...45678910111213...20...Última »
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários