Get Adobe Flash player

IMPRENSA

 

 

 

A 14ª edição do Verão Arte Contemporânea, festival promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte que começou na semana passada, tem, em sua programação, três produções de grupos da UFMG.

A mostra Territórios populares, concebida pelo grupo Indisciplinar, da Escola de Arquitetura da UFMG, é fruto de atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas por meio do encontro com territórios do hipercentro expandido de Belo Horizonte. Em cartaz até 9 de fevereiro, no Centro Cultural UFMG, a mostra mergulha, usando a fotografia e um jogo conceitual, nos desdobramentos de narrativas sobre processos de disputas territoriais e resistências naquela região da cidade.

Até 2 de fevereiro, ocorre ainda uma série de oficinas, nas quais o público é convidado a realizar autorretratos com câmeras de celular, a desenhar cartografias imaginárias da cidade e a ilustrar as fotos. “Utilizamos a criação artística como ferramenta para gerar coletivamente outras possibilidades de figurações de narrativas em cada território. A comunicação por meio da arte possibilita criar um espaço distinto de sensibilização, pois gera a troca e criação de imaginários entre territórios populares, oficineiros, pesquisadores e público”, afirmam as curadoras Marcela Silviano Brandão Lopes, Natacha Rena e Patrícia Azevedo.

A atividade é gratuita, com classificação livre, e pode ser visitada de segunda a sexta, das 10h às 21h, ou aos sábados e domingos, das 10h às 18h. O Centro Cultural UFMG fica na Avenida Santos Dumont, 174, Centro, Belo Horizonte.

Música
Produzido e apresentado pelo Conservatório UFMG, o Circuito Contemporâneo convida o público a vivenciar o universo da música eletroacústica no dia 6 de fevereiro, às 19h30 e às 20h30. Explorando um sistema de som multicanal, o concerto possibilita uma escuta diferenciada, com imersão no som. Quatro obras serão executadas em sessão de 45 minutos: duas acusmáticas, uma obra mista (com a participação de um instrumentista tocando ao vivo) e outra com vídeo. A atividade, gratuita, será no Conservatório UFMG (Avenida Afonso Pena, 1.534, Centro, Belo Horizonte). Interessados devem retirar os convites (limitados a um por pessoa) a partir das 17h no dia do evento.

No dia 7 de fevereiro, às 20h, o Conservatório UFMG recebe o Trivial Trio para uma apresentação de música instrumental brasileira. O grupo reúne Augusto Cordeiro (violão), Paulo Fróis (bateria) e Pedro Gomes (baixo). O show terá duração de uma hora, e os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 (meia). Augusto e Pedro são estudantes da Escola de Música da UFMG, e Paulo Fróis é bacharel em Música também pela UFMG.

O trabalho do Trivial é inspirado nas principais referências da MPB e da música instrumental brasileira. O show promove um diálogo com diversos universos musicais, como o samba, a bossa nova, o baião, a música latina e o jazz.

O Verão Arte Contemporânea reunirá, até 11 de fevereiro, artistas locais e nacionais em 27 atividades distribuídas em 16 espaços culturais de Belo Horizonte.

 

 

 

Serão abertas na terça-feira, 21 de janeiro, as inscrições para os candidatos que concorrerão, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2020, a uma vaga nos cursos presenciais das universidades federais brasileiras. O período de inscrições, que deverão ser efetuadas no site do Ministério da Educação, encerra-se às 23h59 do dia 24 de janeiro.

A UFMG oferece 6.309 vagas, sendo 3.152 para ampla concorrência e 3.157, reservadas. Todas serão preenchidas por candidatos selecionados nesta primeira edição anual do Sisu, para entrada nos dois períodos letivos de 2020.

Para se inscrever, o candidato deverá ter realizado o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) 2019 e não ter zerado a prova de redação. O Sisu classifica automaticamente os candidatos ao fim do período de inscrição, levando em conta as opções de cursos e modalidades de vagas (ampla concorrência e reserva de vagas). A classificação e seleção dos candidatos serão realizadas por meio de chamadas regulares, divulgadas nas páginas do Sisu no MEC e do Sisu UFMG.

Modalidades
No ato da inscrição no Sisu, o candidato precisa optar pela modalidade de vaga – ampla concorrência ou reserva de vagas. Na modalidade reserva de vagas, deve ser egresso de escola pública, podendo concorrer também nos demais critérios: condição de renda, condição de cor/raça e condição de pessoa com deficiência. Os candidatos serão agrupados em nove modalidades.

Em edital próprio, a Universidade reforçou informações que exigem maior atenção dos candidatos, especialmente aos menores de 18 anos de idade e aos que optarem por uma das nove modalidades de reserva de vagas. Leia mais sobre o assunto nesta matéria publicada no dia 18 de dezembro.

Lista de espera
Outro edital publicado pela UFMG estabelece regras para a configuração da lista de espera. As mudanças introduzidas pelo MEC na edição 2019 do Sisu continuam valendo para a primeira edição do Sisu 2020. “O estudante selecionado na chamada regular em uma de suas opções de vaga não poderá participar da lista de espera, independentemente de ter realizado sua matrícula na instituição para a qual foi selecionado”, informa o vice-diretor do Departamento de Registro e Controle Acadêmico (DRCA), Leandro Xavier Rapini.

Assim, se o candidato for selecionado na chamada regular para uma vaga em qualquer instituição de educação superior participante do Sisu, mesmo que seja sua segunda opção, e ainda que não se matricule, não poderá participar da lista de espera.

Cronograma do Sisu

21/01 a 24/01: inscrições
28/01: resultado da chamada regular
29/01 a 04/02: prazo para participar da lista de espera
07/02 a 30/04: convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições a partir desta data

 

 

A PeriFeira, que propicia a exposição e venda de produtos feitos por jovens empreendedores da periferia de Belo Horizonte e região metropolitana, promoverá uma edição especial durante o Festival de Verão da UFMG, nos dias 5 e 6 de fevereiro de 2020. Alunos, docentes e técnicos-administrativos da UFMG de 18 a 29 anos interessados em expor seus produtos podem se inscrever até o dia 20 de janeiro por meio de preenchimento de formulário eletrônico através deste link: http://bit.ly/2RkDxhW

Dos 35 estandes, 10 serão reservados para a comunidade da UFMG. Comissão organizadora avaliará as candidaturas, levando em conta o caráter artesanal e autoral dos produtos. O resultado será divulgado no dia 23 de janeiro, na página do Instagram: @perifeira_oficial.

Feitos à mão
A Perifeira é uma iniciativa autônoma, que ocorre uma vez por mês no Centro de Referência da Juventude, com entrada gratuita. O projeto de economia solidária visa fortalecer os empreendimentos de jovens moradores da periferia de Belo Horizonte e região metropolitana, além de inserir na agenda da capital um espaço para exposição de produtos e serviços ofertados por eles.

 

 

A CAIXA já recebeu várias denúncias de servidores ativos e aposentados que receberam ligações informando que seu cartão foi clonado e que foi realizada compra com o mesmo. Nesta ligação pedem ao cliente para ligar no número que está no verso do cartão. A pessoa liga e imediatamente a ligação é interceptada pelos bandidos que agem como se realmente fosse da Central de Atendimento da Caixa e passam número de protocolo, confirmam dados, pedem para digitar a senha para cancelamento do cartão e enviam SMS, como se fosse a Caixa informando sobre o cancelamento do cartão. Em seguida, avisam ao cliente que um funcionário do banco irá buscar o cartão em sua casa, junto com uma carta de contestação com texto ditado por eles e que tem que ser escrito. Informam que a devolução do cartão é necessária para comprovar que o cartão foi clonado e que o mesmo será encaminhado para investigação pela polícia. Uma pessoa vai à residência do cliente, portando crachá falso da Caixa, para buscar o cartão. De posse do cartão e da senha que já foi informada pelo cliente, eles efetuam compras e saques até o limite disponível pelo sistema.

IMPORTANTE RESSALTAR QUE A CAIXA, EM MOMENTO ALGUM, SOLICITA AO CLIENTE QUE DIGITE OU INFORME SUAS SENHAS E TAMBÉM NÃO BUSCA CARTÃO DE CRÉDITO EM SUAS RESIDÊNCIAS.

Há informações que este tipo de golpe está sendo aplicado também em clientes de outras instituições financeiras.

Fique atento! Nunca forneça seus dados bancários e pessoais por telefone, pois essas informações podem ser utilizadas para fins ilícitos.
.
Para quaisquer serviços e/ou informações, entre em contato direto com sua agência bancária.

 

 

O prédio Oscar Versiani Caldeira, sede da Faculdade de Medicina da UFMG, no campus Saúde, não terá expediente nas próximas segunda, 13, e terça-feira, 14 de janeiro, devido a obras de ampliação e modernização na sua subestação de energia. O fornecimento de energia elétrica será interrompido em quase toda a unidade.

Serão afetados os blocos 01 e 02 do prédio, das 07h15 às 18h, nos dois dias. Assim, não haverá funcionamento de nenhum setor administrativo ou atendimento a público externo na Faculdade, além de serviços prestados por terceiros como os bancários. Apenas o fornecimento de energia nos laboratórios ligados ao Hospital das Clínicas e de outras instalações de pesquisa em que o funcionamento constante de aparelhos é indispensável será mantido.

As intervenções marcam o início da ampliação e modernização da subestação localizada no subsolo do prédio, com a instalação de novo sistema de exaustão e preparação para ampliação dos novos espaços na sala de quadros de distribuição. Ao fim das obras, haverá a ampliação da carga elétrica para atender aos três blocos da Faculdade

Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários