Get Adobe Flash player

IMPRENSA

Página 7 de 27« Primeira...3456789101112...20...Última »
Está no ar uma nova edição do concurso UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), deliberado pelo edital nº 526/2022, com a proposta de preencher 34 vagas para cargos do quadro de pessoal Técnico-Administrativo em Educação.
A organização do evento está sob a responsabilidade da Comissão Permanente do Vestibular da Universidade Federal de Minas Gerais (COPEVE/UFMG). A lotação dos novos servidores poderá ser em Belo Horizonte e região metropolitana e Montes Claros.
Concurso UFMG: cargos em disputa
Engenheiro Agrônomo (nível superior): 2 vagas de ampla concorrência;
Estatístico (nível superior): 1 vaga de ampla concorrência;
Farmacêutico (nível superior): 2 vagas de ampla concorrência;
Fonoaudiólogo (nível superior): 1 vaga de ampla concorrência;
Médico Veterinário (nível superior): 2 vagas de ampla concorrência;
Médico Clínica Médica (nível superior): 1 vaga de ampla concorrência;
Engenheiro de Segurança do Trabalho (nível superior): 1 vaga de ampla concorrência;
Assistente em Administração (nível médio): 5 vagas de ampla, 2 vagas para negros (pretos ou pardos) e 1 vaga para pessoa com deficiência;
Técnico em Contabilidade (nível técnico): 4 vagas de ampla, 1 para negro (preto ou pardo) e 1 para pessoa com deficiência;
Técnico em Enfermagem (nível técnico): 5 vagas de ampla, 1 para negro (preto ou pardo) e 1 para pessoa com deficiência;
Técnico de Laboratório – Segurança do Trabalho (nível técnico): 1 vaga de ampla concorrência;
Técnico de Laboratório – Eletrotécnica (nível técnico): 1 vaga de ampla concorrência;
Técnico de Laboratório – Química (nível técnico): 1 vaga de ampla concorrência.
A remuneração é de R$ 2.446,96 para os cargos de níveis médio e técnico e de R$ 4.180,66 para os cargos de nível superior, havendo o acréscimo de auxílio-alimentação, no valor de R$ 458,00.
A jornada de trabalho será de 20 horas semanais para Médico e de 40 horas semanais para os demais cargos.
Inscrição ao concurso UFMG
As inscrições serão realizadas somente via internet pelo site da COPEVE/UFMG (clique em “Processos Seletivos” e procure pelo número do edital 526). O prazo vai de 08 a 28 de abril de 2022, considerando, nesse último dia, o horário de encerramento às 17h.
O valor da taxa de inscrição é de:
R$ 110,00 para os cargos níveis médio e técnico;
R$ 165,00 para os cargos nível superior.
Poderá ser solicitada a isenção da taxa de inscrição pelo candidato inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico ou por aquele que for doador de medula com registro no REDOME.
Seleção dos candidatos
Os inscritos serão avaliados por meio de etapa única, composta por uma prova objetiva escrita. Ela está prevista para ser aplicada no dia 29 de maio de 2022 no município de Belo Horizonte, com duração máxima de três horas
Essa prova será composta por 35 questões de múltipla escolha, cada uma delas valendo 1 ponto. Serão 11 questões de Língua Portuguesa, 4 questões de Legislação e 20 questões de Conhecimentos Específicos.
O prazo de validade do concurso UFMG é de dois anos, a contar da data de publicação de sua homologação no Diário Oficial da União, podendo haver prorrogação por igual período, a critério da UFMG.
Todos os detalhes sobre o concurso público poderão ser obtidos no edital do certame, que está disponível no site específico da COPEVE/UFMG. Caso tenha alguma dúvida sobre a seleção, ligue para os telefones (31) 3409-4408 / (31) 3409-4409 ou escreva para e-mail: executivo@copeve.ufmg.br.
Fonte: https://concursosnobrasil.com/
A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que afeta principalmente os pulmões, mas também pode acometer órgãos como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro).
A data foi criada em 1982 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em homenagem aos 100 anos do anúncio do descobrimento do bacilo causador da tuberculose, ocorrida em 24 de março de 1882, pelo médico Robert Koch.
Segundo estimativas da OMS, um terço da população mundial está infectada pelo Mycobacterium tuberculosis e em risco de desenvolver a doença. Há cerca de 8,8 milhões de doentes e 1,1 milhões de mortes por ano no mundo.
O Brasil ocupa o 17º lugar entre os 22 países responsáveis por 82% do total de casos de tuberculose no mundo. Embora seja uma doença passível de ser prevenida, tratada e mesmo curada, ainda mata cerca de 4,7 mil pessoas todos os anos no Brasil.
Cada paciente com tuberculose pulmonar que não se trata, pode infectar em média 10 a 15 pessoas por ano. Alguns fatores contribuem para a disseminação da doença, tais como a pobreza e má distribuição de renda, a AIDS, a desnutrição, as más condições sanitárias e a alta densidade populacional.
Sinais e sintomas mais frequentes:
– tosse seca ou com secreção por mais de três semanas, podendo evoluir para tosse com pus ou sangue;
– cansaço excessivo e prostração;
– febre baixa geralmente no período da tarde;
– suor noturno;
– falta de apetite;
– emagrecimento acentuado;
– rouquidão.
Alguns pacientes, entretanto, não exibem nenhum indício da doença, enquanto outros apresentam sintomas aparentemente simples, que não são percebidos durante alguns meses. Pode ser confundida com uma gripe, por exemplo, e evoluir durante 3 a 4 meses sem que a pessoa infectada saiba, ao mesmo tempo em que transmite a doença para outras pessoas. A transmissão da tuberculose é direta, de pessoa a pessoa. O doente expele, ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotículas de saliva que podem ser aspiradas por outro indivíduo.
Prevenção e tratamento:
A vacina BCG é obrigatória para menores de um ano, pois protege as crianças contra as formas mais graves da doença. A melhor forma de prevenir a transmissão da doença é fazer o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento adequado o mais rápido possível. Com 15 dias após iniciado o tratamento, a pessoa já não transmite mais a doença. O tratamento deve ser feito por um período mínimo de 6 meses, diariamente e sem nenhuma interrupção. O tratamento só termina quando o médico confirmar a cura total do paciente.
Fonte: https://bvsms.saude.gov.br/
Diante da importância da água para a nossa sobrevivência e da necessidade urgente de manter esse recurso disponível, surgiu o Dia Mundial da Água. Essa data foi criada em 1992 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e visa à ampliação da discussão sobre esse tema. Embora 70% da superfície da terra seja coberta por água, menos de 3% desta enorme quantidade de H₂O é doce – e cerca de 2% dela está em geleiras. Ou seja, o mundo tem menos de 1% de água disponível para consumo, conteúdo localizado em lagos, rios e debaixo dos nossos pés. De acordo com o Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos de 2021, 30% dos maiores sistemas de águas subterrâneas do mundo estão em esgotamento causado, principalmente, pela captação de água para irrigação.
Um estudo inédito publicado no ano passado pelo Instituto Trata Brasil, elaborado a partir de dados públicos do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), comprovou que o país desperdiça 39,2% da água potável captada, quantidade que seria suficiente para abastecer cerca de 63 milhões de brasileiros por ano. Atenta a dados como estes, a ONU escolheu o tema ‘Águas Subterrâneas: Tornando o Invisível Visível’ para a campanha do Dia Mundial da Água 2022.
Fonte: https://odia.ig.com.br/
Página 7 de 27« Primeira...3456789101112...20...Última »
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários