Get Adobe Flash player

IMPRENSA

Página 1 de 9123456789

 

 

A chapa formada por Sandra Regina Goulart Almeida e Alessandro Fernandes Moreira foi a única inscrita na consulta à comunidade acadêmica que subsidiará a escolha do Reitorado da UFMG para a gestão 2022-2026. O prazo de inscrições encerrou-se na tarde desta segunda-feira, dia 13. A chapa inscrita será homologada no dia 21 de setembro, conforme preconiza o artigo sétimo do regimento da consulta.
Ainda de acordo com o regimento, Sandra Goulart e Alessandro Fernandes ficarão afastados de suas atividades como gestores da UFMG a partir desta terça-feira, dia 14, até 11 de novembro, data da consulta.
Realizada a cada quatro anos, a consulta à comunidade universitária subsidia o colégio eleitoral da UFMG na elaboração da lista tríplice que resultará na escolha dos nomes que comandarão a Universidade no quadriênio seguinte. Pela primeira vez, o processo será realizado exclusivamente por meio do Sistema de Consultas da UFMG, que possibilita o voto a distância. A ferramenta já é utilizada em eleições de diretores de unidades e de representantes para órgão colegiados.
As informações sobre normas, calendário e votação estão disponíveis no site da consulta.
Trajetórias
Atual reitora, Sandra Goulart Almeida, professora titular da Faculdade de Letras, foi vice-reitora na gestão 2014-2018. Ela preside a Associação das Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM). Na UFMG, foi diretora de Relações Internacionais da UFMG entre 2002 e 2006. É membro titular do Conselho Curador da Fapemig e suplente do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia.
Alessandro Fernandes Moreira, vice-reitor da UFMG na atual gestão, foi diretor da Escola de Engenharia (gestão 2014-2018) e vice-diretor da mesma unidade (2010-2014). Professor titular do Departamento de Engenharia Elétrica da UFMG, coordena, desde 2012, o Programa de Inovação para Educação em Engenharia (ENG200).
Fonte: ufmg.br

 

 

Os anos de 2020 e 2021 têm sido complexos para a saúde mental e emocional das pessoas no mundo todo, independentemente de classe social, idade, crença ou profissão. Com base nessa realidade, o IASP – Associação Internacional de Prevenção do Suicídio, sugeriu como tema para o 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, a frase “criando esperança por meio da ação”. A frase serviu de inspiração ao CVV, que ao longo dos 30 dias que marcam o Setembro Amarelo, vai promover ações com esse conceito.
A ideia é inspirar a atitude, a esperança não passiva, uma esperança que provoca movimento e convida para a ação, seja coletiva ou individual. Ter esperança, acreditando que é possível, é o primeiro passo, mas não basta por si só. Todos nós podemos fazer parte das mudanças que queremos ver na sociedade, numa grande corrente pela vida, com atitudes construtivas para enfrentarmos juntos nossos medos e desafios, sempre atentos e dispostos a ajudar quem está mais frágil.
Quando foi criado, o Setembro Amarelo tinha por objetivo chamar a atenção para a prevenção do suicídio através da valorização da vida. A ideia era iniciar um movimento junto à sociedade. Ano a ano, o assunto vem ganhando espaço e os tabus vêm sendo quebrados. Mas ainda há muito a avançar. Por isso queremos focar na necessidade de ação – de cada um de nós – para fortalecer na sociedade a esperança de que podemos ser mais inclusivos e menos individualistas, dando a nossa contribuição para a redução no número de suicídios.
Fonte: CVV-Centro de Valorização da Vida

 

 

A Comissão Eleitoral instituída para conduzir o processo de consulta à comunidade da UFMG para escolha do novo Reitorado divulgou o regimento que estabelece as principais regras do processo. A consulta, que será realizada no dia 11 de novembro (em primeiro turno) e 25 de novembro (caso haja necessidade de segundo turno), tem o objetivo de subsidiar o Colégio Eleitoral na elaboração da lista tríplice para os cargos de reitor e vice-reitor.
O documento reúne as grandes diretrizes do processo, como as condições para votar e de inscrições de chapas (no período de 6 a 13 de setembro), regras sobre as campanhas dos candidatos, votação e apuração. O regimento foi elaborado em consonância com o regulamento aprovado pelo Conselho Universitário no dia 12 de agosto.
On-line
Pela primeira vez, o processo será realizado exclusivamente por meio do Sistema de Consultas da UFMG, que conta com garantias de criptografia para impedir a interceptação do voto via internet, a quebra do seu sigilo ou sua alteração por terceiros. O sistema vem sendo utilizado na escolha de representantes para órgãos colegiados, como o Conselho Universitário e o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), e na eleição de diretores de unidades.
Instalada no último dia 19, a Comissão Eleitoral que operacionaliza a consulta é formada por integrantes do Conselho Universitário e do Cepe. Os representantes docentes titulares são a presidente Maria Elisa Sousa e Silva (Odontologia), Elder Paiva (ICB) e Denise Morado (Arquitetura). Os suplentes são Priscillla Moura (Engenharia), Luciana Castro (ICA) e Eduardo Neves Silva (Fafich). Kátia Pacheco (titular) e Swraide Agripino (suplente) representam a categoria dos servidores técnico-administrativos. Os estudantes são representados por Luiza Datas Cruz (titular) e Luan Vitor Soares de Paiva (suplente).
Link de acesso ao Regimento: encurtador.com.br/DHTX1
Fonte: ufmg.br

Página 1 de 9123456789
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários