Get Adobe Flash player

EDUCAÇÃO

Página 1 de 3212345678910...2030...Última »

 

 

 

 

 

Bolsa de estudos de 40% nos cursos de graduação e 20% nos cursos de pós graduação.

Matriculando até 20/03 – Bolsa de 50% na Graduação, com matrícula a 99,00 e isenção da segunda mensalidade.

Os interessados deverão entrar em contato através do whatsapp : (31) 9.8456-8089 (Falar com Victor Aires) para ter acesso a bolsa.

Invista em qualificação da sua mão de obra, tecnologia, informação e desenvolvimento de pessoas!

 

 

 

 

A 11ª Feira do Livro da UFMG será realizada, de 25 a 28 de março, na Praça de Serviços do campus Pampulha. Neste ano, 42 editoras participam do evento, onde serão vendidos livros com descontos de, no mínimo, 40% do valor de capa, inclusive lançamentos.

A feira vai funcionar das 9h às 20h nos dias de semana e até 17h no sábado. O evento contará com cobertura da Rádio UFMG Educativa, com destaque para as ofertas e bate-papos com autores.

As seguintes editoras vão participar desta edição: Aletria, Autêntica, Grupo Companhia das Letras, C/Arte, Cengage Learning, Editora Contexto, Contraponto, Editora 34, Editora LÊ, Editus, EDUCS, EdUfscar, Edusp, Exitus Livros, Expressão Popular, Editora Fiocruz, Gustavo Gili, Editora Universitária Leopoldianum, L&PM, Mazza Edições, Martins Fontes, Moinhos, Mulheres em Letras, Oficina de Textos, PUC Minas, PUCPRESS, Relicário Edições, Grupo Editorial Record, Senac, Sesc, Taschen, Todavia, UBU, Zahar, UEPG, UEFS, Unesp, Ufla, UFMG, UFPR, Unicamp, Editora Vozes.

A expectativa é de que, antes da feira, a organização do evento já consiga disponibilizar na internet os catálogos das editoras com os preços que serão praticados. O interessado pode acompanhar as novidades pela página do evento no Facebook.

 

 

 

Em 2019, passou de 100 o número de estudantes da UFMG com deficiência visual, distribuídos nas diversas unidades acadêmicas e em todos os níveis de ensino. E a Universidade vai certamente receber, neste ano, ainda mais alunos cegos e com baixa visão. Naturalmente, esse crescimento faz aumentar a demanda por material didático adaptado. Para fazer frente a essa nova realidade, o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NAI) firmou parceria com a Biblioteca Universitária (BU), cujas unidades passarão a escanear os textos solicitados pelos estudantes e enviar para o NAI, que é responsável pela adaptação do material.

O objetivo do projeto Bibliotecas Acessíveis, idealizado no início do ano passado, é tornar mais amplo, ágil e eficiente o processo que culmina na entrega ao aluno do texto adaptado. Hoje, o escaneamento é feito pelo NAI.

Para viabilizar a ação conjunta, o Núcleo adquiriu 23 escâneres, do modelo Epson Workforce DS-1630, que serão repassados pela diretoria da BU às unidades integrantes do Sistema de Bibliotecas da UFMG. A doação dos escâneres foi formalizada em  solenidade no último dia 11, no campus Pampulha.

Os textos escaneados podem ser adaptados para  diferentes formatos: digital, para uso de leitores de telas no computador, tradução para Braille, impressão com letras aumentadas, impressão em alto relevo e transformação de texto em voz (em arquivos como MP3 e MP4).

 

 

 

A partir de bactérias isoladas de queijos artesanais da região do Norte de Minas, pesquisadores do Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da UFMG desenvolveram um leite fermentado com microrganismos vivos benéficos à saúde humana.

Rico nutricionalmente, o probiótico (produto alimentar que contém micro-organismos vivos cuja ingestão gera benefícios para a saúde) oferece benefícios como melhora da imunidade e complemento de vitaminas, além de ter baixo custo.

O produto foi desenvolvido a partir da avaliação em laboratório de 15 amostras de queijos da região. Após as análises, as bactérias apresentaram resultados positivos em todos os testes, apontando que o produto está apto para consumo humano.

A pesquisa foi desenvolvida pela nutricionista Amanda Cristina Mendes Gusmão, como dissertação de seu mestrado em Produção Animal.

O produto foi pauta da edição desta semana do programa Veredas da Ciência: pesquisas e projetos do Norte de Minas, veiculado pela Rádio UFMG Educativa Montes Claros. A produção e a reportagem são de Amanda Lelis.

 

 

 

 

Candidatos que se inscreveram na lista de espera do Sisu 2020 podem conferir o resultado da primeira convocação da UFMG, divulgada nesta terça-feira, 11, na página Sisu UFMG. Também já está disponível a primeira antecipação de entrada, que alcança candidatos aprovados para o segundo período letivo do ano convocados a ocupar vagas no primeiro.

Todos os candidatos selecionados na primeira chamada e na primeira antecipação de entrada deverão efetuar seu registro acadêmico, via internet, a partir desta quarta-feira, 12 de fevereiro, até as 14 horas (horário oficial de Brasília) do dia 17 de fevereiro. Veja as instruções.

Também no dia 17, os aprovados deverão comparecer à UFMG e apresentar toda a documentação para ingressar em curso de graduação e efetivar sua matrícula, conforme escala de atendimento que ainda será divulgada. Os aprovados em alguma modalidade de cotas também deverão passar por bancas de validação e heteroidentificação.

Segundo período
Os candidatos selecionados para o segundo período letivo de 2020 deverão aguardar a divulgação do período do procedimento presencial de apresentação dos documentos do registro acadêmico e matrícula na página do Sisu UFMG. Eles também devem ficar atentos aos procedimentos de antecipação de entrada, que também serão divulgados na mesma página.

 

 

 

Serão abertas na terça-feira, 21 de janeiro, as inscrições para os candidatos que concorrerão, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2020, a uma vaga nos cursos presenciais das universidades federais brasileiras. O período de inscrições, que deverão ser efetuadas no site do Ministério da Educação, encerra-se às 23h59 do dia 24 de janeiro.

A UFMG oferece 6.309 vagas, sendo 3.152 para ampla concorrência e 3.157, reservadas. Todas serão preenchidas por candidatos selecionados nesta primeira edição anual do Sisu, para entrada nos dois períodos letivos de 2020.

Para se inscrever, o candidato deverá ter realizado o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) 2019 e não ter zerado a prova de redação. O Sisu classifica automaticamente os candidatos ao fim do período de inscrição, levando em conta as opções de cursos e modalidades de vagas (ampla concorrência e reserva de vagas). A classificação e seleção dos candidatos serão realizadas por meio de chamadas regulares, divulgadas nas páginas do Sisu no MEC e do Sisu UFMG.

Modalidades
No ato da inscrição no Sisu, o candidato precisa optar pela modalidade de vaga – ampla concorrência ou reserva de vagas. Na modalidade reserva de vagas, deve ser egresso de escola pública, podendo concorrer também nos demais critérios: condição de renda, condição de cor/raça e condição de pessoa com deficiência. Os candidatos serão agrupados em nove modalidades.

Em edital próprio, a Universidade reforçou informações que exigem maior atenção dos candidatos, especialmente aos menores de 18 anos de idade e aos que optarem por uma das nove modalidades de reserva de vagas. Leia mais sobre o assunto nesta matéria publicada no dia 18 de dezembro.

Lista de espera
Outro edital publicado pela UFMG estabelece regras para a configuração da lista de espera. As mudanças introduzidas pelo MEC na edição 2019 do Sisu continuam valendo para a primeira edição do Sisu 2020. “O estudante selecionado na chamada regular em uma de suas opções de vaga não poderá participar da lista de espera, independentemente de ter realizado sua matrícula na instituição para a qual foi selecionado”, informa o vice-diretor do Departamento de Registro e Controle Acadêmico (DRCA), Leandro Xavier Rapini.

Assim, se o candidato for selecionado na chamada regular para uma vaga em qualquer instituição de educação superior participante do Sisu, mesmo que seja sua segunda opção, e ainda que não se matricule, não poderá participar da lista de espera.

Cronograma do Sisu

21/01 a 24/01: inscrições
28/01: resultado da chamada regular
29/01 a 04/02: prazo para participar da lista de espera
07/02 a 30/04: convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições a partir desta data

 

 

A UFMG publicou em sua página na internet edital com orientações aos candidatos que concorrerão a uma vaga nos seus cursos presenciais de graduação, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2020. O período para as inscrições, que deverão ser feitas no site www.sisu.mec.gov.br, terá início em 21 de janeiro e será encerrado às 23h59 de 24 de janeiro, de acordo com o Ministério da Educação (MEC).

Todas as 6.309 vagas ofertadas pela Universidade serão preenchidas por candidatos selecionados nesta primeira edição anual do Sisu, para entrada nos dois períodos letivos de 2020.

Para se inscrever no Sisu, o candidato deverá ter realizado o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) 2019 e não ter zerado a prova de redação. O Sistema, inteiramente regido pelo MEC, classifica automaticamente os candidatos ao final do período de inscrição, levando em conta as opções de cursos e modalidades de vagas (ampla concorrência e reserva de vagas). A classificação e seleção dos candidatos serão realizadas por meio de chamadas regulares, divulgadas nas páginas www.sisu.mec.gov.br e www.ufmg.br/sisu.

Regulamento
No ato da inscrição no Sisu, o candidato deve optar pela modalidade de vaga – ampla concorrência ou reserva de vagas. Na modalidade reserva de vagas, deve ser egresso de escola pública, podendo concorrer também nos demais critérios: condição de renda, condição de cor/raça e condição de pessoa com deficiência. Os candidatos serão agrupados em nove modalidades de vagas, de acordo com os critérios exigidos por cada modalidade, com base nos termos dos decretos 3.298/99 e 5.296/04 e da Lei 12.764/12.

Das 6.309 vagas oferecidas pela UFMG, 3.152 serão para ampla concorrência e 3.157, reservadas. Neste ano, segundo o vice-diretor do Departamento de Registro e Controle Acadêmico (DRCA), Leandro Xavier Rapini, a Universidade reforçou em seu edital informações que exigem maior atenção dos candidatos, especialmente para os menores de 18 anos de idade e os que optarem por uma das nove modalidades de reserva de vagas.

Os candidatos menores de idade deverão ser acompanhados dos representantes legais para realização de todos os atos formais presenciais, no processo de registro e matrícula da UFMG, como emissão de declarações, assinaturas e quaisquer outros correlatos, conforme determinação do Código Civil.

Para o candidato selecionado para as modalidades de vagas para pessoas negras (pretos ou pardos), indígenas e pessoas com deficiência, o edital traz orientações sobre a documentação específica e os mecanismos utilizados pela Universidade para verificação e validação das condições de concorrência, como a Banca de Verificação e Validação da condição de deficiência e a Comissão Complementar à Autodeclaração, para os candidatos autodeclarados negros.

Implantado em 2019, o procedimento de heteroidentificação de candidatos autodeclarados negros (pretos e pardos) tem respaldo jurídico na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 186, aprovada em 2012 pelo Supremo Tribunal Federal. De acordo com a decisão, o julgamento, realizado por comitês posteriores à autoidentificação pelo candidato, deve ser baseado no fenótipo (conjunto de características físicas visíveis que o fazem ser identificado socialmente como pessoa negra), e não na ascendência.

Na UFMG, a Comissão é composta por cinco membros designados pela Reitoria, com experiência na temática da promoção da igualdade racial e do enfrentamento ao racismo. Outro instrumento utilizado pela Universidade é a carta consubstanciada, na qual o candidato deve relatar os motivos que justificam sua autodeclaração e seu pertencimento étnico.

Os candidatos indígenas deverão apresentar documentação expedida pelas lideranças do povo ou comunidade da qual façam parte, para certificar seu reconhecimento como membros legítimos da comunidade/etnia indígena com a qual mantém vínculo identitário.

Os candidatos com deficiência, além de apresentar o relatório de seu médico, serão submetidos a análise e entrevista por Banca de Verificação e Validação, composta por equipe multiprofissional das áreas de Saúde e Ciências Humanas, que também estabelecerá data, horário e local para comprovação das condições.

Lista de espera
Com relação à lista de espera, Leandro Rapini observa que a UFMG também já publicou seu edital específico na página www.ufmg.br/sisu e que as mudanças introduzidas pelo MEC na edição do Sisu 2019 continuam valendo para esta primeira edição do Sisu 2020. “O estudante selecionado na chamada regular em uma de suas opções de vaga não poderá participar da lista de espera, independentemente de ter realizado sua matrícula na instituição para a qual foi selecionado”. Assim, se o candidato for selecionado na chamada regular para uma vaga em qualquer instituição de educação superior participante do Sisu, mesmo que seja sua segunda opção, e ainda que não se matricule, não poderá participar da lista de espera.

Caso o candidato não seja selecionado na chamada regular, em nenhuma de suas opções, é considerado apto a participar da lista de espera. Até a edição 2018 do Sisu, o candidato só podia manifestar interesse na lista de espera para o curso de sua primeira opção. A partir de agora, embora só possa manifestar interesse em uma vaga, esta poderá ser a de primeira ou de segunda opções para as quais se inscreveu.

De acordo com o edital do MEC, o candidato deverá manifestar seu interesse por meio da página do Sisu na internet, no período de 29 de janeiro até as 23h59 de 4 de fevereiro.

Além do processo seletivo do Sisu, ingressa-se em cursos de graduação da UFMG por meio do Vestibular de Habilidades (331 vagas para Dança, Música, Teatro, entre outros) e processos específicos para Licenciatura em Educação do Campo (Lecampo), Formação Intercultural de Educadores Indígenas (Fiei) e Letras-Libras.

Página 1 de 3212345678910...2030...Última »
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários