Get Adobe Flash player
Página 1 de 11

 

 

 

A partir de bactérias isoladas de queijos artesanais da região do Norte de Minas, pesquisadores do Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da UFMG desenvolveram um leite fermentado com microrganismos vivos benéficos à saúde humana.

Rico nutricionalmente, o probiótico (produto alimentar que contém micro-organismos vivos cuja ingestão gera benefícios para a saúde) oferece benefícios como melhora da imunidade e complemento de vitaminas, além de ter baixo custo.

O produto foi desenvolvido a partir da avaliação em laboratório de 15 amostras de queijos da região. Após as análises, as bactérias apresentaram resultados positivos em todos os testes, apontando que o produto está apto para consumo humano.

A pesquisa foi desenvolvida pela nutricionista Amanda Cristina Mendes Gusmão, como dissertação de seu mestrado em Produção Animal.

O produto foi pauta da edição desta semana do programa Veredas da Ciência: pesquisas e projetos do Norte de Minas, veiculado pela Rádio UFMG Educativa Montes Claros. A produção e a reportagem são de Amanda Lelis.

Deixe um comentário

Página 1 de 11
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários