Get Adobe Flash player
Página 1 de 11

 

 

 

A 14ª edição do Verão Arte Contemporânea, festival promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte que começou na semana passada, tem, em sua programação, três produções de grupos da UFMG.

A mostra Territórios populares, concebida pelo grupo Indisciplinar, da Escola de Arquitetura da UFMG, é fruto de atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas por meio do encontro com territórios do hipercentro expandido de Belo Horizonte. Em cartaz até 9 de fevereiro, no Centro Cultural UFMG, a mostra mergulha, usando a fotografia e um jogo conceitual, nos desdobramentos de narrativas sobre processos de disputas territoriais e resistências naquela região da cidade.

Até 2 de fevereiro, ocorre ainda uma série de oficinas, nas quais o público é convidado a realizar autorretratos com câmeras de celular, a desenhar cartografias imaginárias da cidade e a ilustrar as fotos. “Utilizamos a criação artística como ferramenta para gerar coletivamente outras possibilidades de figurações de narrativas em cada território. A comunicação por meio da arte possibilita criar um espaço distinto de sensibilização, pois gera a troca e criação de imaginários entre territórios populares, oficineiros, pesquisadores e público”, afirmam as curadoras Marcela Silviano Brandão Lopes, Natacha Rena e Patrícia Azevedo.

A atividade é gratuita, com classificação livre, e pode ser visitada de segunda a sexta, das 10h às 21h, ou aos sábados e domingos, das 10h às 18h. O Centro Cultural UFMG fica na Avenida Santos Dumont, 174, Centro, Belo Horizonte.

Música
Produzido e apresentado pelo Conservatório UFMG, o Circuito Contemporâneo convida o público a vivenciar o universo da música eletroacústica no dia 6 de fevereiro, às 19h30 e às 20h30. Explorando um sistema de som multicanal, o concerto possibilita uma escuta diferenciada, com imersão no som. Quatro obras serão executadas em sessão de 45 minutos: duas acusmáticas, uma obra mista (com a participação de um instrumentista tocando ao vivo) e outra com vídeo. A atividade, gratuita, será no Conservatório UFMG (Avenida Afonso Pena, 1.534, Centro, Belo Horizonte). Interessados devem retirar os convites (limitados a um por pessoa) a partir das 17h no dia do evento.

No dia 7 de fevereiro, às 20h, o Conservatório UFMG recebe o Trivial Trio para uma apresentação de música instrumental brasileira. O grupo reúne Augusto Cordeiro (violão), Paulo Fróis (bateria) e Pedro Gomes (baixo). O show terá duração de uma hora, e os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 (meia). Augusto e Pedro são estudantes da Escola de Música da UFMG, e Paulo Fróis é bacharel em Música também pela UFMG.

O trabalho do Trivial é inspirado nas principais referências da MPB e da música instrumental brasileira. O show promove um diálogo com diversos universos musicais, como o samba, a bossa nova, o baião, a música latina e o jazz.

O Verão Arte Contemporânea reunirá, até 11 de fevereiro, artistas locais e nacionais em 27 atividades distribuídas em 16 espaços culturais de Belo Horizonte.

Deixe um comentário

Página 1 de 11
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários