Get Adobe Flash player
Página 1 de 11

 

 

Pacientes atendidos no Hospital Borges da Costa, parte do complexo hospitalar do Hospital das Clínicas da UFMG, poderão contar com um espaço novo, interativo e divertido. Essa é a proposta de um crowdfunding (financiamento colaborativo) promovido na Universidade: o projeto Jardins do Borges, iniciativa de extensão da Faculdade de Medicina. Esses Jardins foram idealizados por professores do Departamento de Saúde Mental da Faculdade e visam a melhoria da qualidade de vida de crianças, adultos e idosos em tratamento psiquiátrico e oncológico.

Os espaços ao fundo do hospital serão telados e receberão melhorias nos pisos, jardins, iluminação, além de instalação de playground de atividades infantis, labirinto sensorial (feito para estimular os sentidos das crianças) e mobiliário específico para alocar materiais de trabalho usados nas terapias, como equipamentos de fisioterapia e terapia ocupacional. “Nossa meta inicial é a revitalização de duas áreas, sendo que uma delas será destinada apenas a crianças, com estrutura voltada às atividades infantis, e a outra para os adultos e idosos”, conta a professora Débora Marques, que está à frente do projeto.

O espaço já recebe oficinas de arte e música. A ideia é que isso se amplie. “Crianças que não param quietas – simplesmente porque não conseguem parar – e idosos poderão estar em uma sala de espera dinâmica, aonde se intervém e se entretém, além de socializar e otimizar o tempo para trabalhar habilidades”, explica a professora.

Qualquer pessoa poderá doar pela plataforma Benfeitoria. O projeto estará aberto a partir do dia 18 de novembro e receberá doações até 7 de fevereiro de 2020. As doações estão ligadas a recompensas, entregues caso se alcance o valor estabelecido. Quem contribuir poderá receber de ecobag e camiseta até convites para a Semana de Inovação e jantar especial do Chef Leo Paixão, no restaurante Glouton. Caso o valor de doações necessárias para execução do projeto não seja atingido, os doadores recebem de volta o investimento realizado.

Esse é um dos primeiros financiamentos colaborativos promovidos pela UFMG. “Os recursos públicos têm sido cada vez mais exíguos para novos investimentos e a campanha de crowdfunding é uma forma de dar voz àquilo que achamos que pode ser importante financiar, trabalhar por, criar e estimular”, explica. A captação se dá por intermédio da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep) e tem amparo na Lei nº 8.958/94.

Deixe um comentário

Página 1 de 11
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários