Get Adobe Flash player
Página 1 de 11

 

 

O Projeto Atividade Física para Universitários com Deficiência, promovido pelo Centro Esportivo Universitário (CEU) da UFMG em parceria com o Programa Superar, da Prefeitura de Belo Horizonte, oferece a oportunidade para que alunos da Universidade possam praticar atividades físicas sob a supervisão de profissionais. Serão oferecidas 20 vagas, e as inscrições devem ser feitas até 31 de julho por meio de preenchimento de formulário eletrônico neste link: http://bit.ly/2Lpylc2

As atividades contempladas na UFMG são as de natação e treinamento funcional. As aulas serão realizadas às terças e quintas, sem custos para os participantes, a partir das 8h, no CEU, localizado na Avenida Coronel Oscar Paschoal, região Pampulha.

Alunos de educação física da UFMG, sob a supervisão da equipe técnica do Programa Superar, ficarão responsáveis pela orientação dos participantes, que serão atendidos individualmente ou em pequenos grupos. “Vamos adotar a metodologia mais adequada para cada aluno, conforme a deficiência e a condição física de cada um”, explica uma das professoras do Projeto, Ranalisy Bregalda. Segundo ela, a prática de atividades físicas ajuda na socialização, na melhoria do condicionamento e na autonomia dos estudantes.

Para participar, o universitário deverá apresentar atestado médico recente para a prática de atividade física adaptada, submeter-se a avaliação feita pelos profissionais do projeto e ser sócio do CEU. Inicialmente, apenas alunos de graduação e pós-graduação da Universidade poderão se inscrever.

Mais informações estão disponíveis no site do CEU: https://www.ufmg.br/ceu e podem ser solicitadas pelos telefones 3409-2374 e 3409-2367.

Formação ampliada
A atividade é uma parceria do Superar com a UFMG, por meio do Departamento de Esportes da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (EEFFTO), do Centro Esportivo Universitário e do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão. Nos últimos dois anos, 264 estudantes com deficiência ingressaram na UFMG.

A chegada do programa municipal à UFMG vai gerar intercâmbio de conhecimento e possibilitar aos alunos de educação física a ampliação de sua formação acadêmica na área de inclusão social e a oferta de atividades com benefícios à saúde e à qualidade de vida. Com 16 modalidades esportivas e ocupacionais, o Superar atende 900 alunos com deficiência física, visual, intelectual, auditiva, múltipla e com autismo.

Deixe um comentário

Página 1 de 11
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários