Get Adobe Flash player
Página 1 de 11

.

A semana foi aberta com chave de ouro no Novembro Negro da UFMG. Nesta segunda-feira, a Praça de Serviços foi palco da Oficina de Tambor e Pandombe, ministrada por Santonne Lobato. A atividade faz parte do III Festival de Cultura e Arte Negra Assufemg 2018, que integra o cronograma do evento realizado em parceria com a universidade.

.

O músico é integrante do Grupo Tambolelê e trabalhou com os participantes ritmos afro-brasileiros como Moçambique, Congo, Congo-quebrado, Serra Abaixo, Marcha-Grave, Boi de Reis, Zé Pereira, Cacuriá, Batuque e Lundu.

.

“Foi uma ótima experiência. Esse conhecimento foi um grande aprendizado pra mim e que pretendo levar para minha classe”, relatou Frederico Pedrosa, professor da Faculdade de Música da UFMG, que participou da oficina. “Pretendo participar até o fim deste festival, é um grande incentivo”, completou.

.

A princípio a atividade estava marcada para o gramado da escola de Música, mas devido ao mau tempo foi transferida para a Praça de Serviços. “O Festival está crescendo cada vez mais. E isso é muito importante para uma ampla conscientização”, avaliou Santonne.

.

O álbum completo de fotos, você confere em nossa página no Facebook.

.

.

———

O Novembro Negro UFMG é é uma realização da Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE), em parceria com a Pró-reitoria de Extensão (Proex), a Diretoria de Ação Cultural (DAC) e a Assufemg, e acontece de 05 a 23 de novembro.

.

Todos os detalhes e eventos você confere no site da PRAE: https://www.ufmg.br/prae/

Deixe um comentário

Página 1 de 11
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários