Get Adobe Flash player
Página 1 de 11

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil Edição: Aécio Amado

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, anunciou na noite de hoje (8) pela página do Facebook que haverá uma segunda edição do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) este ano. De acordo com o ministro, será priorizada a formação de professores além de cursos da área de saúde e engenharia.

O ministro da Educação, Renato Janine, fala durante cerimônia de assinatura de portaria que regulamenta o Canal da Educação (Elza Fiúza/Agência Brasil)
Segundo o ministro da Educação, Renato Janine, o programa deverá seguir critérios adotados na primeira edição deste anoArquivo/Elza Fiúza/Agência Brasil

Janine disse que estabelecer prioridades “não significa excluir outros cursos! As prioridades partem do reconhecimento de nossas necessidades mais prementes”. 

O programa deverá seguir critérios adotados na primeira edição deste ano, de acordo com o ministro, vai priorizar os cursos com notas 4 e 5 nas avaliações do Ministério da Educação (MEC). As notas vão até 5. Além disso, as regiões Norte e Nordeste “por suas necessidades especiais, serão também priorizadas”, diz a publicação.

A pasta vai anunciar em breve “datas e todos os detalhes, de forma transparente, o que é nosso dever e prazer”. A publicação, feita há pouco menos de uma hora tem mais de 1,3 mil curtidas.

O Fies oferece cobertura da mensalidade de cursos em instituições privadas de ensino superior a juros de 3,4% ao ano. O estudante começa a quitar o financiamento 18 meses após a conclusão do curso. O programa acumula 1,9 milhão de contratos e abrange mais de 1,6 mil instituições. Na primeira edição deste ano, foram firmados 252 mil contratos.Fonte:Agência Brasil-8/6/15

Deixe um comentário

Página 1 de 11
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários