Get Adobe Flash player
Página 1 de 11

 
coletor_large.jpg É comum as pessoas acumularem lixo eletroeletrônico em casa ou em instituições por não saber como descartá-lo adequadamente. Pensando nisso, os organizadores da 14ª edição da UFMG Jovem instalaram na Praça de Serviços do campus Pampulha um “ecoeletrônico” para descarte de qualquer tipo de lixo eletroeletrônico. Será possível deixar objetos deixar objetos até a próxima segunda-feira, 8 de julho. De acordo com a Diretoria de Divulgação Científica (DDC), as comunidades interna e externa à UFMG poderão depositar no coletor quaisquer tipos de eletroeletrônicos rejeitados e estes serão encaminhados para reciclagem. A parceria é da DDC com a empresa E-mile Reciclagem de Eletroeletrônicos, que também coleta em domicílio (coleta@emile.net.br ou (31) 3044-5280).

Descarte consciente
No Brasil, cerca de um milhão de computadores são jogados no lixo anualmente. Além disso, de 10% a 20% de celulares entram em inatividade no mesmo período. Estes materiais já representam 5% dos detritos produzidos pela população mundial.

A estimativa do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) é de que, até 2030, o Brasil produzirá 680 mil toneladas/ano de resíduos eletrônicos, e cada brasileiro será responsável pela geração de 3,4 quilos de lixo digital. Outro dado preocupante é que, até 2020, o volume de resíduos procedentes de computadores crescerá 400% em alguns países.

(Assessoria de Comunicação da Pró-reitoria de Extensão)-Fonte:UFMG-05/07/13

Deixe um comentário

Página 1 de 11
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários