Get Adobe Flash player
Página 1 de 11

Em questões de saúde, todos os excessos devem ser evitados. Pelo simples mal-estar que causa na maioria das pessoas, a chamada ressaca, o

excesso na ingestão de bebidas alcoólicas já deveria ser evitado. O prazer de beber rapidamente será superado pelos sintomas que acometem a grande maioria das pessoas. O melhor remédio para evitar esses efeitos é beber com moderação. Os efeitos danosos ao organismo podem ser bem piores e muito mais duradouros do que a ressaca. A reação às bebidas não é igual em todas as pessoas e não depende só das quantidades ingeridas. Pessoas não acostumadas a beber podem sentir o efeito com uma única dose. Por outro lado, há pessoas que podem beber muito impunemente, é claro que com relação apenas à ressaca. Quem bebe demasiadamente certamente vai sofrer de várias efeitos danosos em decorrência do excesso de álcool.

COMO OCORRE A RESSACA:

A ressaca é uma espécie de crise de abstinência. Os alimentos e bebidas são metabolizados e distribuídos a todas as partes do corpo. A sensação de embriaguez se dá quando o álcool chega ao cérebro. Nesse esforço do corpo para dar conta do excesso de álcool, é o fígado que trabalha mais, produzindo enzimas para absorvê-lo, transformá-lo em gordura e secretá-lo pela bile. Numa reação normal, o fígado quer mais e entra numa espécie de depressão, desorganizando todo o metabolismo. O sistema nervoso que também foi acelerado reage de maneira parecida, provocando os sintomas desagradáveis da ressaca. É bom dizer que as bebidas destiladas tendem a entrar na corrente sanguínea mais rápido do que as fermentadas. Alem disto, o seu teor alcoólico é geralmente bem mais alto.

SINTOMAS DA RESSACA:

Assim, em vista disto, surgem os sintomas, que variam de pessoa para pessoa: tontura, vômitos, sensação de boca seca, desanimo, queda de força muscular, dor de cabeça, diarréia, sensibilidade à luz, um grande cansaço e alguns outros. Para evitar a ressaca, é necessário respeitar os limites. Outra coisa é fazer o álcool entrar mais lentamente na corrente sanguínea. O melhor caminho é comer bem antes de beber e enquanto estiver bebendo.

OS PROBLEMAS DO ALCOOLISMO:

O uso excessivo e prolongado do álcool, alem de causar a ressaca, um problema menos difícil de ser tratado, pode levar a conseqüências bem sérias para o organismo, como uma intoxicação mais grave, que precisará de apoio médico ou, até, hospitalar. Pode também irritar a mucosa do estômago causando gastrite. Também pode trazer outros eventos sérios, como aumento da pressão arterial, problemas no coração e no pâncreas e, especialmente, no fígado, onde há risco de duas patologias muito perigosas,
a hepatite e a cirrose.

O QUE SE DEVE FAZER:

Muitos desses sintomas podem ser evitados ou minimizados com a ingestão de alguns medicamentos disponíveis sem receita médica. É recomendável ingerir muita água ou suco de frutas, para repor as vitaminas e sais minerais perdidos. No dia seguinte, a primeira refeição deve ser bem leve.
Além disto não manejar máquinas perigosas enquanto existirem
sintomas é claro.
SE BEBER, NÃO DIRIJA!

Deixe um comentário

Página 1 de 11
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários