Get Adobe Flash player
Página 1 de 11

Uma das maiores calamidades do mundo é, sem dúvida, o hábito de fumar, já que o uso dos cigarros ( e de seus assemelhados, como o cachimbo e os charutos) é talvez o vício que, na história do ser humano, mais tem ceifado vidas e deixado sequela nos que sobrevivem. Vítimas das complicações do uso indiscriminado do tabaco, mais de 10 mil pessoas morrem por dia em todo o mundo. Já se sabe que o fumo mata há mais de um século. Mesmo assim, por mais que novos estudos científicos acrescentem mais evidências sobre os estragos que ele causa à saúde, e por mais que se criem restrições ao seu uso – e muita propaganda educativa condenando o fumo – os fumantes continuam ignorando tudo e, a cada dia, uma nova legião de pessoas candidatam-se a futuras vítimas do cigarro. Os governantes gastam bilhões e bilhões no tratamento de doentes em consequência do fumo.

CAUSAS:

O problema é que todas as histórias dramáticas e as estatísticas de mortalidade normalmente divulgadas das doenças causadas pelo fumo, bem como todos os textos e fotografias dramáticas reproduzidos nas embalagens de cigarros, todas as providências têm sido incapaz de convencer os fumantes a deixar o vício.

A capacidade de induzir ao hábito da nicotina é comparável à da heroína, da cocaína e do álcool. É tão forte que é muito difícil abandonar o uso do cigarro, já que a eliminação brusca da nicotina em um fumante pode provocar nele uma série de sintomas desagradáveis e um desejo intenso de voltar ao hábito, o que fatalmente acontece. Um dos problemas que impedem a erradicação desse mau hábito é, ao lado da intensa propaganda, que tem sofrido felizmente algumas restrições, o fato de que as enfermidades associadas ao cigarro não se apresentam imediatamente, a não ser depois de decorrido um grande tempo.

PROBLEMAS A SUPERAR:

Quando uma pessoa planeja deixar de fumar, ela tem que enfrentar

dois problemas que são difíceis de superar:

1 – O físico, justamente pela dependência à nicotina que foi desenvolvida no decorrer do tempo, que se traduz em agressividade, ansiedade, mau humor, falta de força de vontade, irritabilidade, preguiça, tédio, etc.

2 – Psicossocial ou de comportamento. Pelos hábitos e rotinas associados com o vicio do fumo, como bebidas alcoólicas, depois das refeições, para acompanhar o café, etc., hábitos de difícil remoção.

DOENÇAS CAUSADAS PELO FUMO:

Entre outras, o fumo pode causar enfermidades em quase todos os órgãos do corpo, como se vê na relação abaixo:

· Boca e faringe: Câncer.

· Cérebro: AVC, embolia.

· Laringe e traquéia: Câncer.

· Coração: Doenças coronarianas, infarto do miocárdio.

· Brônquios e pulmões: Câncer, enfisema, bronquite.

· Pâncreas: Câncer.

· Útero e ovários: Infertilidade, aborto espontâneo, crescimento fetal

retardado, menopausa prematura, câncer cervical.

· Bexiga: Câncer.

· Testículos: Redução da fertilidade e da própria potencia sexual.

· Artérias: Enfermidade vascular.

· Ossos: Osteoporose.

Deixe um comentário

Página 1 de 11
Notícias por categoria
Notícias anteriores
Comentários